Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Temperos para ter na cozinha: quais escolher e benefícios

Depois de reunir as melhores receitas e escolher ingredientes de qualidade para preparar uma refeição, contar com uma boa seleção de temperos para ter na cozinha é o que vai tornar o prato repleto de sabor e aroma.

Quando vamos ao mercado ou a armarinhos de produtos naturais, o que não faltam são opções. Muito além do paladar, esses ingredientes podem auxiliar na saúde de quem os consome.

Portanto, é importante selecionar os temperos para cozinhar com cuidado e atenção. Separamos 23 deles para te ajudar na hora de fazer as compras. Continue a leitura e confira!

Clique para acessar a loja do Cidade Canção mais próxima de você.1. Alho

Presente em vários pratos típicos da culinária brasileira, como o arroz e o feijão, o alho é um dos temperos mais adorados pelo nosso povo. Além do sabor e do aroma característicos do alimento, ele é rico em propriedades nutricionais.

Segundo a nutricionista Tatiana Zanin, o alho é fonte de potássio, de cálcio, de magnésio e de alicina, que funciona no combate direto aos vírus, fungos e bactérias, além de auxiliar na eliminação de toxinas nocivas à flora intestinal.

Os compostos sulfurados presentes no alimento são antioxidantes potentes que protegem as células do organismo e ajudam a estimular enzimas que limpam o corpo dos agentes que causam o câncer de cólon.

O alho auxilia, também, na saúde do coração, reduzindo os níveis de colesterol ruim e regulando a pressão arterial e a circulação do sangue. Doenças respiratórias e inflamatórias podem ser prevenidas com o consumo frequente do alimento, o que o torna ótimo na prevenção e no combate à gripe, por exemplo.

Alho, um dos melhores temperos para ter na cozinha, em cima da tábua de madeira.

Além de versátil, o alho traz inúmeros benefícios para a saúde.

Por fim, o alho também é uma boa forma de prevenir doenças neurodegenerativas, como o Alzheimer, já que atua diretamente na saúde do cérebro. 

É possível utilizar o alho para temperar carnes assadas, saladas, molhos e até macarrão – como o famoso alho e óleo. Apenas tome cuidado, pois o consumo excessivo pode causar problemas digestivos. O indicado pela nutricionista é um dente de alho fresco por dia.

2. Açafrão-da-terra ou cúrcuma

Originário da Índia, o ingrediente é queridinho dos cientistas no Brasil e nos Estados Unidos graças aos seus compostos fitoquímicos que auxiliam no combate ao colesterol, ao câncer e a problemas cardíacos.

Estudos desenvolvidos em universidades demonstram como a curcumina, propriedade presente no açafrão-da-terra, auxilia no tratamento de câncer cerebral e de pele.

Além disso, o coloproctologista Antonio José Tibúrio Alves Júnior notou, em seus estudos de mestrado, que a cúrcuma possui papel ativo em problemas inflamatórios intestinais.

O ideal é utilizar o açafrão-da-terra sem esquentá-lo e por cima de alimentos, como arroz, feijão, legumes e verduras. Utilizar para temperar salada, por exemplo, é uma ótima ideia.

Na hora de combiná-lo, é indicado dar preferência ao coentro, ao gengibre, à noz-moscada, ao cravo-da-índia e à pimenta-do-reino, que retêm a curcumina no corpo por mais tempo.

3. Alecrim

O alecrim é uma planta que pode ser cuidada fresca em casa ao ser adquirida já enraizada em feiras e supermercados. É um tempero extremamente saboroso e ótimo para a saúde do corpo e da mente.

Mulher cortando ramo de alecrim de um vaso de sua hora caseira.

Ter um alecrim em casa é fácil e permite que você tenha sempre o tempero fresco para usar nas receitas.

É um alimento que atua no sistema nervoso, auxiliando na melhoria da memória, na concentração e no raciocínio. Pode ser utilizado no tratamento de gastrite devido suas propriedades digestivas, que também eliminam gases, azia, diarreia e constipação.

Os ácidos antioxidantes presentes na planta ajudam a prevenir infecções e a fortalecer o sistema imunológico, enquanto seu cheiro é utilizado na aromaterapia para combater ansiedade e estresse.

O alecrim é muito utilizado em chás e óleos essenciais, porém é ótimo para o preparo de carnes e aves quando fresco.

4. Baunilha

Utilizada como essência no preparo de doces, a baunilha natural é uma espécie de vagem. É um aromatizante potente e, por isso, deve ser usado com moderação.

O ingrediente é rico em antioxidantes que desaceleram o envelhecimento das células e possui propriedades digestivas. O ideal é adquiri-la em fava ou como extrato, visto que a essência possui poucos benefícios à saúde por ser sintética.

A baunilha é elemento chave na confecção de bolos, de tortas e, inclusive, de sorvetes.

5. Canela

Assim como a cúrcuma, a canela é originária da Índia e apresenta inúmeros benefícios à saúde do corpo. Além de prevenir a diabetes e balancear os níveis de triglicérides, o alimento controla o colesterol, reduzindo os índices de LDL (colesterol ruim).

Suas propriedades termorreguladoras ajudam a temperatura corpórea a se estabilizar, funcionando contra gripes, doenças respiratórias e problemas de imunidade.

Canjica servida com canela, uma ótima sobremesa para comer no frio.

Utilizada principalmente no preparo de doces – como a canjica –, a canela é cheia de benefícios para o corpo.

Por fim, a canela também tem compostos antioxidantes que previnem o envelhecimento e doenças degenerativas, como Alzheimer.

Na maioria das vezes, o tempero é utilizado em chás e sobremesas, como condimento por cima do arroz-doce, por exemplo.

6. Cardamomo

Mais um tempero que saiu da Índia para conquistar as cozinhas do mundo, o cardamomo é bastante semelhante ao gengibre e pode ser comprado em semente e em pó.

É uma grande fonte de minerais, como sódio, potássio, cálcio e ferro, além de ser rico em vitaminas A, B e C. A presença de fibras alimentares no tempero auxilia na digestão, aliviando gases e atuando no regulamento do intestino.

A dica é utilizar os grãos do cardamomo moídos em receitas doces e, quando acostumar ao sabor, tentar adicionar um pouco no preparo de saladas e aves, visto que o alimento dará um gosto refrescante.

7. Cebola

O par perfeito para o alho na hora de fazer arroz ou de fritar um bife, a cebola provavelmente é encontrada em todas as cozinhas do Brasil – o que é ótimo, já que ela é rica em benefícios!

O tempero previne diferentes tipos de câncer, com destaque especial para o de pulmão. Também auxilia na diminuição do risco de infarto e no aumento dos níveis de colesterol bom no sangue (o HDL). A cebola impede infecções leves graças aos níveis de antibacterianos presentes no alimento. 

Cebola sendo cortada em tiras em cima de uma tábua de madeira.

Presente na maioria das receitas brasileiras, a cebola é um tempero versátil e saboroso.

A utilização do ingrediente é bastante ampla, podendo ser combinada ao arroz, ao feijão, às carnes e aves e até no molho de tomate utilizado em massas. Crua pode ser adicionada à salada e em lanches frios, por exemplo.

8. Cebolinha

A cebolinha é um tempero famoso entre os brasileiros e ganha fãs graças à sua versatilidade: pode ser usada em omeletes, purês de batata, carnes, sopas e até como elemento decorativo para quem gosta de surpreender na cozinha.

O ideal é utilizar a cebolinha fresca – que pode ser comprada no mercado ou até plantada em casa. Assim, você conta com um sabor singular nos pratos e, de quebra, consome um alimento rico em vitaminas.

O ingrediente possui propriedades antioxidantes, fortalece o sistema imunológico, melhora a visão e fortifica os cabelos devido à presença da vitamina A. Ele também atua na prevenção de doenças e no retardo do envelhecimento, características de alimentos ricos em vitamina C.

Baixe o ebook sobre como aproveitar todo o alimento gratuitamente clicando aqui.

Quando for cozinhar com a cebolinha, lembre-se de lavá-la em água corrente para retirar impurezas e de adicioná-la fresca às receitas, evitando que o alimento queime durante o cozimento.

9. Coentro

De origem asiática, o coentro é um tempero forte e de presença marcante nos pratos. Por isso, deve ser usado com moderação por aqueles que ainda não estão acostumados ao sabor.

O uso da planta, principalmente em sua versão fresca, é bastante indicado por nutricionistas dadas suas propriedades medicinais, muito exploradas em seu continente de origem.

O coentro controla os níveis de glicose no sangue, diminui a pressão arterial, melhora a digestão e fornece vitamina C, responsável pela formação do colágeno.

É, também, um forte antibacteriano e antifúngico, além de ser um anti-inflamatório natural. Assim como o alecrim, a planta possui propriedades calmantes, diminuindo estresse, ansiedade e melhorando noites de sono.

Pode ser usado como tempero para coxinha da asa e de outras partes de aves e carnes brancas, combinado em saladas e até no preparo de bebidas, como o suco verde.

10. Cominho

Para quem adora culinária asiática e mediterrânea, o cominho é outro tempero que não pode faltar na cozinha. Com um sabor mais picante e até terroso, é um ingrediente que pode ser utilizado no preparo de sopas, caldos e carnes, com destaque especial para o frango.

Cominho em pó no pote de cerâmica, com uma colher de chá do tempero ao lado.

Um ingrediente asiático e cheio de sabor, o cominho é encontrado, principalmente, em pó.

O melhor é que, mesmo que em pouca quantidade, o consumo frequente traz inúmeros benefícios à saúde, sendo, da mesma forma que o coentro, um alimento com fins medicinais.

É um ingrediente rico em ferro, que ajuda o sistema digestivo a trabalhar, controla a diabetes, melhora o colesterol do sangue e combate a inflamação.

11. Colorau

Este ingrediente é uma alternativa ao uso de produtos com muita química e corantes, visto que o colorau possui uma cor vermelha bastante viva que deixa os pratos mais chamativos e até apetitosos.

Ele é conhecido por não ter um sabor muito característico, e por isso combiná-lo com ingredientes com mais presença é interessante. O lado positivo é que, mesmo sem um gosto marcante, o colorau é rico em nutrientes.

Segundo a nutricionista Gabriela Rebello, o colorau é rico em vitamina A, atrasa o envelhecimento precoce, auxilia na perda de gordura, equilibra os índices de colesterol – diminuindo o LDL e aumentando o HDL – e atua junto ao sistema digestivo para um bom funcionamento.

Também conhecido como urucum, é ótimo para dar cor ao feijão, podendo ser combinado com outros temperos em sopas, refogados, molhos, caldos e até dando mais vida a moquecas de peixe.

A forma mais comum de encontrar o colorau é em pó, e, de acordo com a nutricionista, o ideal é comprá-lo em feiras e artigos de produtos naturais, para que seja mais fresco e menos processado.

12. Cravo

O cravo-da-índia é um alimento de gosto marcante, utilizado principalmente em bolos, chás e outros doces. Para quem gosta de sair do comum, pode ser usado com moderação para aromatizar peixes e outras carnes brancas.

Cravo sendo derramado de pote em cima da mesa.

O cravo é um tempero de sabor marcante que aromatiza com excelência as receitas.

É um alimento rico em nutrientes, com ação antioxidante e eficaz na prevenção do câncer. Também é um antibacteriano natural e, quando consumido de forma equilibrada, pode melhorar a saúde do fígado, regular o açúcar no sangue e melhorar a saúde dos ossos.

É um anti-inflamatório natural, que protege o corpo de bactérias, vírus e fungos. Além comprá-lo em talo, como encontramos comumente, o cravo-da-índia pode ser usado como óleo essencial, aplicando diretamente no corpo ou inalando com o auxílio de infusores.

13. Curry

Um tempero de origem indiana e com uma presença marcante nos pratos que, cada dia mais, conquistam os fãs no Brasil. O curry é muito utilizado para temperar peixes, aves, molhos e sopas.

Para quem gosta de explorar sabores, o ingrediente também pode ser combinado ao chocolate e às frutas na hora de fazer tortas.

O curry reduz o risco de câncer, possui ação anti-inflamatória, antioxidante e retarda efeitos neurodegenerativos, como o Alzheimer. Além disso, melhora a aparência da pele e auxilia no emagrecimento.

14. Gengibre

Um ingrediente chave da culinária oriental, o gengibre é um alimento refrescante e que pode ser consumido como chá, em sucos, em iogurtes, em saladas, e até para dar um aroma especial em carnes brancas e no arroz.

Além do sabor característico, o gengibre auxilia na perda de peso, combate a azia e diminui gases intestinais, possui ação antioxidante e anti-inflamatória e regula a pressão arterial.

Ele também acalma o estômago em casos de náuseas e vômitos, protege-o contra úlceras e previne o câncer tipo cólon-retal, impedindo o desenvolvimento e a proliferação de células cancerígenas nessa parte do intestino.

Apenas tome cuidado com o uso excessivo, que pode causar hipoglicemia em diabéticos e hipotensão em hipertensos. Ademais, o consumo de gengibre por gestantes deve ser evitado.

15. Lemon pepper

O lemon pepper é um condimento famoso na Europa e nos Estados Unidos que chegou ao território brasileiro e tem conquistado fãs por ter sabor semelhante aos temperos químicos encontrados em prateleiras de supermercado. No entanto, ele é natural.

Feito de raspas de limão e pimenta preta moída, o ingrediente dá um toque cítrico às receitas, combinando muito com saladas e alimentos refrescantes. Além disso, pode ser adicionado em carnes vermelhas, brancas e em vegetais.

Pessoa temperando filé de salmão com lemon pepper e manteiga derretida.

Quando for às compras, escolher o lemon pepper como opção aos temperos industrializados é uma forma de cuidar da saúde.

A combinação de pimenta e limão forma um tempero com propriedades vermífugas, digestivas e antioxidantes. Além disso, o lemon pepper é um bom aliado na hora de diminuir o uso do sal na cozinha.

16. Louro

Famoso como tempero em feijoadas, o louro também pode ser adicionado em molhos, massas e carnes assadas para dar sabor e aroma.

O que muitos não sabem é que esse tempero possui propriedades medicinais usadas por muitos povos ao redor do mundo, inclusive pelos indígenas. Conhecendo-as, você pode adicioná-lo mais vezes aos seus pratos.

O louro auxilia na produção de bile pelo fígado, o que melhora a atividade digestiva do corpo e, por isso, é ótimo para temperar alimentos mais pesados. Ele também é rico em vitaminas A e C, antioxidantes que ajudam a manter a pele bonita e jovem.

As folhas ainda têm propriedades anti-inflamatórias e analgésicas, ajudam no fluxo menstrual, são diuréticas e amenizam estresse e ansiedade, sendo calmantes naturais para o corpo.

17. Manjericão

O manjericão é outra planta medicinal ótima para tosses, aftas e dores de garganta. Pode ser usado para temperar diversas receitas, como carnes, omeletes e ensopados. A combinação mais famosa das folhas é o molho pesto, um dos acompanhados para macarrão clássicos da Itália.

Segundo o enfermeiro Manuel Reis, o manjericão também é forte aliado do sistema digestório, auxiliando no tratamento de problemas digestivos, eliminando gases e abrindo o apetite.

18. Mostarda

Muito consumida como condimento em lanches, a mostarda na realidade é uma semente amarela com sabor bastante ácido que, se utilizada naturalmente, pode trazer um gosto característico e especial ao preparo.

Clique para conferir os benefícios e vantagens do Clube+.

A semente pode ser comprada em supermercados e casas de produtos naturais e adicionada aos pratos com um moedor ou inteira. Ela melhora a digestão, previne o câncer de cólon e de estômago, regula a tireoide e é um forte anti-inflamatório.

Segundo especialistas, ela também aumenta a imunidade e melhora a visão, baixa o colesterol e ajuda em problemas de prisão de ventre. No entanto, cuidado com a quantidade, pois o excesso de mostarda pode causar irritação gástrica e até sangramento de estômago em casos extremos.

19. Noz-moscada

A noz-moscada é um tempero que divide os que amam cozinhar: alguns, amam utilizá-lo, enquanto outros acham forte e preferem evitar. Geralmente, é vendida inteira e deve ser ralada na hora do preparo. 

Combina com carnes bovinas, aves, fica deliciosa no strogonoff e dá mais sabor em purês e outras receitas que levem leite e derivados, como o queijo. Pesquisas realizadas pela Universidade Stanford ressaltam o poder da noz-moscada em combater a ansiedade e outros sintomas da depressão.

Também ajuda no funcionamento do sistema digestivo e melhora a saúde dos rins, do fígado e até do coração, visto que suas propriedades estimulam a circulação sanguínea.

20. Orégano

O melhor amigo da pizza é, também, um clássico nas cozinhas do Brasil graças à sua versatilidade na hora de preparar molhos, carnes e purês. Pode ser utilizado fresco – inclusive, é simples cuidar do seu pé de orégano em casa – ou desidratado.

A planta tem ação anti-inflamatória, previne o câncer, combate vírus e bactérias, fortalece o sistema imunológico e ajuda na saúde das vias respiratórias, principalmente como óleo, que pode ser inalado com a ajuda de um infusor.

Orégano fresco e seco dispostos em cumbucas de madeira.

Geralmente, o orégano é encontrado em sua versão ressecada. No entanto, cultivar a planta fresca é fácil e gera resultados deliciosos na cozinha.

Caso você compre o orégano seco, o indicado é consumi-lo em três meses, pois, após esse prazo, as folhas perdem o aroma e o sabor.

21. Pimenta-do-reino

A pimenta-do-reino é um dos temperos indianos mais famosos do mundo e cozinhar sem o condimento pode parecer praticamente impossível. Quando combinada ao sal, a pimenta realça sabores e libera aromas deliciosos.

A versão preta é a mais famosa, harmonizando com praticamente todos os pratos criados e, para quem gosta de sabores diferentes, com frutas, como o morango e o melão – uma combinação comum no México.

Entre os benefícios à saúde, vale citar a melhora no funcionamento do sistema digestivo e na absorção dos nutrientes, sua função antibacteriana e a eliminação do excesso de fluídos no corpo.

22. Sal

O sal é, sem dúvidas, o tempero mais utilizado na cozinha. Acompanha pratos salgados e, às vezes, até doces. Pode ser encontrado em sua versão refinada, grossa e light, variando também em tipo, como o sal rosa, do mar, negro e a flor de sal.

É uma rica fonte de iodo e de sódio para o corpo, auxiliando na saúde do coração quando combinado com alimentos fornecedores de potássio. Além disso, evita o cansaço, é bom para os músculos e ajuda a equilibrar a quantidade de água no corpo.

No entanto, o sal deve ser utilizado com moderação, pois exagerar na mão pode causar hipertensão, problemas cardíacos, ósseos e renais. A quantidade indicada é de 12 gramas diárias.

23. Tomilho

Assim como várias outras plantas da lista, o tomilho é um tempero delicioso e que possui propriedades medicinais. Pode ser utilizado para dar sabor e aroma em carnes, em cozidos, em marinados, em molhos e até no feijão.

Medicinalmente, o tomilho alivia tosses, bronquite e asma, melhorando a expectoração. Além disso, auxilia a saúde dos cabelos e da boca.

Terça e quarta-feira verde no Cidade Canção

Toda semana, durante a terça e quarta-feira, o Cidade Canção renova sua seção de frutas, hortaliças e temperos. Na hora de adquirir seus condimentos, aproveite esses dias para escolher opções frescas por um preço baixo.

Mulher pesquisando como comprar legumes online pelo computador.

Ao realizar as compras, aproveite a terça e quarta-feira verde do Cidade Canção e garanta hortaliças frescas na sua casa.

Temperos, como erva-doce, cebolinha, salsinha e muitos outros, se encontram junto às folhas, para que você adicione ingredientes novos e deliciosos às suas receitas.

Reunir os melhores temperos para ter na cozinha é fundamental para um prato mais saboroso e aromático. Para encontrar o Cidade Canção mais próximo de você, clique na imagem abaixo e acesse nosso site!

Clique para acessar o site com o CIdade Canção mais próximo de você.

0.00 avg. rating (0% score) - 0 votes

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *